Está aqui

Praga afeta citrinos em Portugal.

Quinta, 19 Outubro 2017
Esteja atento!
As folhas da sua árvore de citrino têm um aspeto diferente? Saiba que pode ser um efeito da Trioza Erytreae, praga que embora não afete os humanos provoca danos fitossanitários nas espécies de citrinos. A freguesia de Carcavelos-Parede está na zona de vigilância determinada pela Direção Geral de Alimentação e Veterinária, mas importa estar informado.

Em ofício emitido dia 27 de setembro, a Direção Geral de Alimentação e Veterinária informa que foi confirmada a presença de Trioza Erytreae, ou psila africana dos citrinos, em novas regiões do País, em algumas freguesias dos concelhos de Albergaria-a-Velha, Oliveira do Bairro, Figueira da Foz e de Sintra, estando em curso uma prospeção intensiva das zonas circundantes para a concisa delimitação da área afetada.

Foi, por isso, atualizado o conjunto de medidas fitossanitárias para o seu combate de acordo com a deteção da praga:  

“Zona Infestada” tem como base as freguesias onde a mesma foi detetada.

- Obrigação de realização de tratamentos inseticidas
- Poda severa de ramos com Trioza
- Destruição por queima ou enterramento do material vegetal atacado
- Proibição de retirar do local ramos, folhas e pedúnculos, exceto frutos

A esta zona acresce uma “Zona Tampão” circundante de 3 km de raio, tendo em conta a capacidade de voo do inseto.
- Obrigação de fazer vigilância e informar se observar sintomas
- Proibição de retirar do local ramos, folhas e pedúnculos, exceto frutos

Além desta definiu-se ainda uma “Zona de Vigilância” de 10 km de raio, em torno da Zona Demarcada (Zona Infestada + Zona Tampão), na qual a freguesia de Carcavelos-Parede de inscreve pelo que se solicita a atenção dos proprietários de árvores de citrinos.

Apenas com a ativa colaboração de todos será possível travar a dispersão desta grave praga.

Caso observe estes sintomas em plantas de citrinos deve contactar imediatamente a direção regional de agricultura e pescas da sua região.

Linha Cascais

x

Fale connosco

800 203 186

Em rede