Está aqui

População de Cascais reconhece importância dos ecossistemas marinhos

Terça, 27 Junho 2017
Área marinha protegida das Avencas
Conseguir que a população reconheça o valor das zonas costeiras e dos seus serviços de ecossistema é uma tarefa desafiante para qualquer entidade. Em Cascais conseguiu-se este feito.

O estudo Integrating marine ecosystem conservation and ecosystems services economic valuation: Implications for coastal zones governancedesenvolvido no âmbito da conservação da Zona de Interesse Biofísico das Avencas (ZIBA) e publicado na revista da especialidade Ecological Indicators, mostra que a população de Cascais estaria disposta a contribuir com cerca de 60 € anuais por agregado familiar para a conservação da antiga ZIBA - agora Área Marinha Protegida das Avencas (AMPA). As mesmas famílias estariam disponíveis para despender cerca de 3 h de trabalho voluntario por ano para ajudar em ações de conservação da AMPA.

A principal razão invocada pela população de Cascais é a vontade de contribuir para a proteção do ambiente aquático, sendo que este é um bom investimento para as gerações vindouras. No entanto, foi possível apurar que existe uma maior afinidade do tema junto da população próxima da Área Protegida,  tendo em conta o usufruto do local e proximidade à residência.

A importância que a população atribui a uma Área Protegida é essencial quando se avalia a prioridade do investimento publico. Estes resultados reforçam assim a importância do investimento sustentado que a autarquia tem realizado nos últimos anos em matéria de  gestão costeira, que asseguram os serviços dos ecossistemas para as gerações futuras.

Neste contexto, o próximo desafio está na transposição deste tipo de estudos para os orçamentos anuais e plurianuais usados na gestão costeira; contabilizando estes valores numa escala temporal alargada para permitir uma gestão sustentável da zona costeira. 

Linha Cascais

x

Fale connosco

800 203 186

Em rede